TAMBOR DE ÁGUA

Espetáculo criado em 2004, a partir de uma Bolsa de Pesquisa, Experimentação e Criação Cênica do Instituto de Artes do Pará (IAP), intitulada “Partitura Gestual e Corporal do Pará”. O trabalho reúne os atores Walter Freitas e Alberto Silva Neto, para discutir a chamada “dramaturgia pessoal do ator”, ou seja, a possibilidade de que o intérprete seja o criador absoluto da cena teatral. Tambor de Água propõe um diálogo entre as linguagens do teatro e da música, ao prescindir da palavra e utilizar diversos objetos cenográficos, que servem, também, como instrumentos musicais de percussão. O espetáculo não utiliza uma dramaturgia linear, mas apresenta um enfoque contemporâneo do universo amazônico ao levar para cena teatral temas universais como mistério, paixão, erotismo, sofrimento e morte.

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia: Alberto Silva Neto e Walter Freitas
Elenco: Alberto Silva Neto e Walter Freitas
Música: Walter Freitas
Cenografia: Manoel Pacheco
Iluminação: Patricia Gondim
Direção: Alberto Silva Neto

  • Facebook
  • Instagram